Newsletter
Contatos

Matriz
Rua Raimundo Chaves, 2182 - 5º andar
Candelária, Natal
Rio Grande do Norte, Brasil
CEP: 59064-390
Telefone: +55 (84) 3344-7100
Fax:         +55 (84) 3344-7105

Jucurutu
Travessa Sete de Setembro, 111 A
Centro, Jucurutu
Rio Grande do Norte, Brasil
CEP: 59330-000

Mina do Bonito - Jucurutu
Sítio Bonito, S/N
Zona Rural, Jucurutu
Rio Grande do Norte, Brasil
CEP: 59330-000

Juazeirinho
Rodovia KM 319, 790, S/N
Margem da Ferrovia LTNR
Sítio Belo Horizonte, Juazeirinho
Paraíba, Brasil
CEP: 58660-000
Telefone: +55 (83) 3382-1763

Ipojuca
Avenida Portuária, S/N
Porto de Suape - Ipojuca
Pernambuco, Brasil
CEP: 55590-000
Telefone: +55 (81) 3527-4110

São Paulo
Rua Jerônimo da Veiga, 45 – 16º Andar
Itaim Bibi – São Paulo
São Paulo, Brasil
CEP: 04536-000
Telefone: +55 (11) 3167-2202

Processo de Lavra e Beneficiamento de Minério de Ferro

O processo de lavra é realizado com equipamento de escavação – escavadeiras e pás mecânicas, que carregam o produto (run of mine), em caminhões de grande porte que vão alimentar a usina de beneficiamento. As operações de lavra incluem a remoção e armazenagem do solo para futura reabilitação do local da mineração.

O minério proveniente da mina (run of mine) é alimentado em uma moega, de onde segue para uma peneira, que separa as partículas maiores e envia para a britagem. A britagem é feita em dois ou três estágios, com britadores de mandíbulas (primários); cônicos (secundários ou terciários) ou de impacto (terciários). Estes britadores operam em circuito fechado com peneiras, resultando em um produto menor que 32 mm.

O produto é então classificado em frações de diferentes tamanhos: o produto menor que 32 mm e maior que 6,3 mm é denominado granulado ou lump, e pode ser carregado diretamente nos fornos de redução para produção de ferro metálico; o produto menor que 6,3 mm e maior que 1,0 mm é denominado sinter feed, antes de ser carregado nos fornos de redução. Se for um produto impuro, é submetido a uma concentração (magnética ou gravimétrica), recuperando-se apenas as frações magnéticas ou pesadas. As frações não magnéticas ou leves são descartadas como rejeito.

O produto menor que 1,0 mm e maior que 0,15 mm pode ter dois destinos. Pode fazer parte do sinter feed, após concentrado por meios semelhantes aos do produto anterior ou pode ser moído para a produção do quarto produto, o pellet feed. O pellet feed é o material menor que 0,15 mm e geralmente maior que 0,01 mm, já que uma fração finíssima, menor que 0,01 mm constitui as lamas, que são separadas constituindo-se em rejeito. Esse pellet feed é concentrado por flutuação, processo que tira proveito das propriedades de hidrofobicidade de alguns reagentes que aderem à superfície do quartzo, fazendo que este acompanhe bolhas de ar que são geradas em um equipamento denominado célula de flotação. Nesse equipamento as partículas de hematita (óxido de ferro) afundam, constituindo-se em concentrado.